domingo, 17 de abril de 2011

17 Abril de 1961 - A Invasão da Baía dos Porcos


Fidel na batalha de Playa Girón

A Invasão da Baía dos Porcos (conhecida como Batalla de Playa Girón, em Cuba), foi uma tentativa frustrada de invadir o sul de Cuba por forças de exilados cubanos anticastristas formados pelos Estados Unidos. Com o apoio das forças armadas dos Estados Unidos, treinados e dirigidos pela CIA, tentaram invadir Cuba no dia 17 Abril de 1961 para derrubar o governo socialista e assassinar o seu líder cubano Fidel Castro. O plano foi lançado em Abril de 1961, menos de três meses depois de John F. Kennedy ter assumido a presidência dos Estados Unidos. A arriscada ação terminou em fracasso. As forças armadas cubanas, treinadas e equipadas pelas nações do Bloco do Leste, derrotaram os combatentes do exílio em três dias e a maior parte dos agressores foi capturada pelo exército cubano. As relações entre Cuba e EUA deterioraram-se ainda mais no ano seguinte com a Crise dos Mísseis. Sob o nome de código "Ooperação Magusto", a operação tinha como objetivo derrubar o recém-formado governo socialista e assassinar o líder da Revolução Cubana, Fidel Castro. Depois de três dias de combates, os mercenários foram vencidos e Fidel declarou vitória sobre o imperialismo americano. Fidel Castro já esperava um ataque direto à ilha, tendo sido alertado previamente por Che Guevara, que presenciara um ataque semelhante à revolução ocorrida na Guatemala. Com a invasão iminente, Fidel anunciou em discurso no dia 16 de abril de 1961, pela primeira vez, o caráter socialista da revolução e, no dia seguinte, teve início o ataque à ilha, na Praia de Girón, localizada na Baía dos Porcos. Através da CIA, o governo dos EUA treinou 1.297 exilados cubanos, ligados à ditadura de Fulgêncio Batista e com base em Miami, para destruir o governo de Fidel Castro. Como o planeado apoio pela força aérea americana foi vetado por Kennedy, temendo envolver o governo dos EUA de forma institucional e aberta, a Operação Magusto da CIA acabou sofrendo uma derrota arrasadora e, em 72 horas, foi sufocada por forças governamentais cubanas.


Fonte: Wikipedia

 
Mais o assunto:
No Cubadebate: "Playa Girón"

Sem comentários:

Enviar um comentário