segunda-feira, 26 de abril de 2010

Humor Inglês

O Foreign Office, ministério britânico dos Negócios Estrangeiros, apresentou desculpas ao Vaticano, na sequência da divulgação de um documento oficial em que se aconselhava o Papa a lançar a sua própria marca de preservativos, Benedict, abençoar um casamento homossexual e inaugurar uma clínica de aborto, por ocasião da visita ao Reino Unido, agendada para Setembro.

Numa alusão aos escândalos de pedofilia envolvendo padres, o memorando divulgado pelo jornal "Sunday Telegraph" defendia também que o Papa inaugurasse uma linha SOS para crianças violentadas. Uma nota que acompanha o texto assume que algumas das ideias são “exageradas”. A proposta de Bento XVI cantar em dueto com a Rainha Isabel e de um pedido de desculpas pelo envio da Armada Invencível estão na lista.

As ideias terão sido lançadas num brainstorm de jovens funcionários governamentais, numa fase inicial da preparação da visita. Fonte oficial disse à BBC que a intenção seria reunir ideias criativas, mas que “a brincadeira foi longe de mais”.

O texto, que faria parte de um memorando datado de 5 de Março, terá circulado no gabinete do primeiro-ministro e no Foreign Office. O ministério referiu que foi retirado de circulação logo que responsáveis séniores tomaram conhecimento da sua existência.

Resto da noticia do Público aqui.

Sem comentários:

Enviar um comentário